Os resíduos de oficina, muitas vezes nocivos ao meio ambiente, podem ganhar aplicações ecologicamente corretas. Óleo queimado, filtro usado, restos de tinta, reservatórios de solventes com misturas de graxa e até embalagens sprays e estopas de funilaria são aproveitados por empresas, que usam esses resíduos como combustível alternativo para queima em fornos de cimento ou para o processo de rerrefino do óleo. Assim, após passar por um processo industrial, o óleo pode ser aplicado em formulações de novos lubrificantes automotivos, industriais, para pulverização agrícola, entre outros processos.

Vanessa Salles, coordenadora comercial da Ecofenix, empresa que coleta mais de três milhões de litros de óleo lubrificante usado por mês em todo o país, esclarece que no rerrefino são removidos todos os contaminantes, e a solução é transformada em óleo mineral básico rerrefinado. “O produto fica com características semelhantes às do primeiro refino e atende às especificações exigidas pela Agência Nacional de Petróleo (ANP), órgão regulador competente”, explica.

Acesse matéria completa no Portal dos Equipamentos